O FUTURO DO TURISMO, APÓS PANDEMIA - Blog Trielotur pelo Mundo

Conteúdo Exclusivo

O FUTURO DO TURISMO, APÓS PANDEMIA

Fabiana Lima
Escrito por Fabiana Lima em junho 2, 2020
O FUTURO DO TURISMO, APÓS PANDEMIA
Junte-se a mais de 5 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Uma novidade no setor de turismo como um todo, é o apontamento da retomada do mesmo, ainda e muito embora; estejamos no epicentro da pandemia sem previsibilidade de queda nos números de doentes e afetados pela mesma.

Os setores de Cias Aéreas , Rede Hoteleiras, De eventos e outras porém; desafiam esse momento e estão retomando e se preparando para recomeçar de forma mais rápida e atender as demandas de acordo com as normas vigentes e medidas de Prevenção para o combate da COVID-19.

A novidade em si, é essa retomada baseada em protocolos construídos pelos próprios setores representativos de cada área, e sendo utilizados como base para que essa retomada se efetive de forma mais eficaz.

Parabenizo inclusive a ABRACORP (Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas), na pessoa do Tanabe (Diretor Executivo), que abriu as portas dessa retomada, com uma live incrível e convidados pertinentes que aconteceu dia 26/05, no canal do Youtube desta renomada Associação. Nela, pude confirmar e aprofundar os apontamentos e direcionamentos ao qual caminhará o turismo e os demais setores daqui para frente. Nos aprofundar sobre isso, nos traz segurança e motivação para reabrirmos também as nossas portas.

O FUTURO DO TURISMO, PÓS PANDEMIA.

Dos convidados, como por exemplo, as cias aéreas: AZUL/ GOL, houve citação de como as cias estão trabalhando para uma melhor recepção dos seus clientes nas suas viagens, partindo de pressupostos primordiais como: a higienização dos ambientes das aeronaves evitando adquirir doenças para que os passageiros se sintam seguros em viajar em um ambiente saudável.

Eles relatam que o quesito segurança será fundamental para que os passageiros possam voltar a viajar com mais tranquilidade. O slogan deles no momento é: o individual nunca vai se sobrepor ao coletivo.

Quando questionados, e no caso representavam o setor nesta live, sobre pontos importantes na segurança para circulação de pessoas ao retomarem as viagens, tais como: embarques de pessoas idosas, e afastamento nos assentos, eles são reticentes, mas abrem espaços para garantir que idosos terão sim, preferências no embarque de forma efetiva sem precisar exatamente de uma solicitação prévia, mas que eles estarão prontos para atender, e que haverá sim, diminuição em alguns voos em até 80% da lotação para que os afastamentos de lugares aconteçam. Isso não acontecerá em todos eles, mas haverá direcionamentos dependendo de cada tipo de público a ser embarcado por tipo de viagens.

Pude entender também, que é claro que todas essas medidas de segurança e de higienização com certeza, trarão uma precificação diferenciada. Ou seja, os preços terão é claro que corresponderem ao investimento em segurança e demais protocolos utilizados pelos mesmos. Me parece, que pagaremos caro por isso. A não ser que esses subsídios se tornem rapidamente comuns ao mercado, e competitivo, devido realmente a situação de pandemia e crise financeira mundial. Vai saber! Contudo, o que podemos nos questionar é: há preço para uma proteção de saúde garantida?!

Além disso, não somente as cias aéreas, como a rede hoteleira, como a rede de eventos, agências e operadoras, terão que se adequar a todos esses protocolos, garantindo confiabilidade. Todos, inclusive os próprios clientes, não poderão repassar essa responsabilidade para outros, e fica claro que cada um deverá fazer a sua parte. Todos deverão se amparar nos conceitos base, como dizia o Diretor de negócios Aéreos do aeroporto de Gru, João Pita, tais como:

– Medidas para prevenção do COVID-19;

– Participar de fóruns para boas práticas entre regras comuns para que as cias aéreas em diversos países atendam ao direcionamento e regras da Anvisa, mas não somente elas, e cada um em seu setor;

– Informações atualizadas;

– Higienização em todos os setores de atendimento;

-Cumprimento do distanciamento entre pessoas e distanciamento social. Em todos os espaços do aeroporto por exemplo: lounges, checkins, embarque, desembarque, hoje já possuem marcações no chão, sinalizações, espaçamentos, entregas de kits com máscaras e etc;

– Práticas para cuidados com a equipe de cada setor, seus colaboradores.

 

O FUTURO DO TURISMO, PÓS PANDEMIA.

Ainda não há uma certeza de como tudo se dará, mas o que é certo é: Nada voltará a ser como antes, e não somente no Brasil mas no mundo. Todos os protocolos hoje iniciados não retrocederão, tendo em vista que atualizar tudo isso é caro, e retroceder mais ainda. Assim sendo, como passamos por diversas epidemias, já estaremos mais preparados para outras, se porventura assim surgirem, sem que haja um desequilíbrio tão grande no setor como nesta pandemia, tão surreal e tão única.

Uma nova cultura se aproxima, e peçamos à Deus que estejamos com hábitos mais saudáveis até lá, e consigamos alcançar voos mais altos neste setor no momento tão abalado profundamente.

Aproveite e não esquece de se inscrever no canal do Youtube da Trielotur.
Lá eles sempre disponibilizam novidades sobre empreendedorismo, turismo, viagens, espiritualidade, fé, religião e muuuuito mais.

Clique aqui e descubra mais conteúdos inéditos.

Por Fabiana Lima (Fundadora da @trielotur, articulista na @revista_paroquias/turismo religioso, apresentadora do Programa Trielotur pelo mundo na @radio9dejulho e também no Canal do Youtube / Trielotur).

Por Fabiana Lima (Fundadora da Trielotur, escritora na revista paróquias/turismo religioso, apresentadora do Programa Trielotur Pelo Mundo na Rádio 9 de Julho e Canal do Youtube/Viagens Trielotur)

Ei,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Visite nosso site